Denomina-se ensaio não destrutivo qualquer tipo de ensaio que não altere de forma permanente

suas propriedades físicas, químicas, mecânicas ou dimensionais.

Os ensaios não destrutivos são técnicas altamente valiosas, uma vez que permitem o controle

das propriedades dos materiais, com economia de tempo e dinheiro, e permitem que

o material testado fique intacto após a inspeção.

Os ensaios não destrutivos permitem atestar essas características e é uma garantia para vida útil da estrutura.

A aplicação dos ensaios não destrutivos é importante para o controle do processo de produção,

bem como para a verificação do desempenho dos produtos em relação aos agentes e ações

a que estarão submetidos no decorrer de sua vida útil.

Técnicas de Inspeção

Todos os materiais, soldas e revestimentos utilizados em uma obra possuem descontinuidades, portanto podemos afirmar

que não existem materiais, perfis e soldas perfeitas. O que existem são descontinuidades aceitáveis e outras não aceitáveis.

Os critérios de aceitação devem estar definidos claramente antes de realizar trabalho

de inspeção em uma estrutura, estando em harmonia com o tipo e complexidade da obra.

O objetivo dos ensaios é determinar a qualidade dos materiais, solda e a eficiência construtiva da edificação.

A inspeção visual, aliada aos resultados dos demais ensaios não destrutivos, é fundamental

para o diagnóstico conclusivo e a elaboração das metodologias de readequação, recuperação e proteção

das estruturas, visando o seu restabelecimento e garantindo as condições de segurança e durabilidade.

Atualmente existem no mercado diversas técnicas de inspeção por ensaios não destrutivos que podem ser aplicados na construção.

Métodos de ensaios não destrutivos aplicáveis na construção civil Estruturas Metálicas:

Fechar Menu